#day50 – acerca do amor

Lembro-me de me ter ficado a mensagem principal (ao ver o Interstelar), que o amor é a cola de tudo. É o único elemento sempre presente em todos os espaços e tempos. É ainda por cima o que tudo liga. E não falo apenas de amor romântico por mais profundo que o seja, falo de um certo nível de amor, diria quântico, que efectivamente liga o mundo e as suas partes. Aqueles resíduos de informação que vemos lá ao longe mas que por certo estão mesmo aqui ao lado, dentro, fundo, constituinte. Para além da forma como nutre a matéria, não sei hoje se o amor é amor em si mesmo, ou se é mesmo consciencia. Parece haver um nível tão profundo de amor que faz vibrar partículas a tão alto nível que as retira do isolamento da ignorância. Esse amor tão elevado que mal o conseguimos dirigir como causa-efeito a uma pessoa ou objecto. Esse amor que tudo transforma. Não só à superfície mas essencialmente no centro de tudo o que somos.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s