#day 110 – Valha-nos a paz, a vida e o mar

A vida não se pode resumir a casa-trabalho-casa. A vida é uma aventura para ser vivida com tudo o que ela oferece. Com os altos e baixos. Com os sabores e dissabores. Com os percalços. Com emoções à flor da pele. 

É preciso saber gerar espaço, tempo e paz. Para que a vida nos percorra como fazem os rios. Fluidos e limpos. É preciso compreender que as prisões em que nos colocamos são opcionais. Temos sempre escolhas. Nem que sejam pequenas escolhas diárias que levarão mais à frente a grandes mudanças, mas temos sempre escolhas. Podemos dizer basta ao que já não queremos, e seguir por aí a construir passo a passo o que realmente nos faz sentido. Não há desculpas. Há soluções. Há atitudes. 

Por isso é que gosto do mar. Da sua força e determinação serena de saber quem é, o que traz ao mundo e para onde vai. O mar tanto como a vida sabem o que fazem. Nós só precisamos de aprender a navegar por entre as ondas dos dias, atravessar as noites escuras com assertividade, e amanhecer no lado de lá com o sol ao fundo a dar as boas vindas ao novo Eu que criámos nos entretantos pelo caminho da vida. 

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s