#day134 – sair da tristeza

Há tristezas tão profundas que mais parecem poços sem fundo. É uma sensação por vezes tão forte que parece não ter saída. Parece que vamos viver naquela tristeza para sempre. 

Mas não… Todos sabemos que não, que tudo muda. Se há coisa que me dói é ver pessoas nesse estado de impotência. Pois vos digo que é possível sair. E sair agora. 

Pfv parem de se lamentar: resolve alguma coisa? Ajuda a situação? Nao. A tristeza profunda leva muitas vezes a um sentimento de pequenez por “não termos sido capazes” ou “não termos sido bons o suficiente” ou “o mundo está contra mim”. Ninguém é um coitadinho. Todos somos infinitamente capazes de ter uma vida previligiada. Por isso, chega de lamentações e…

Vão fazer algo que amam: sei que custa, que a vontade não existe, que o mundo parece que vai acabar. Mas não vai. Só temos que mudar de perspectiva. Por isso, fazer algo que amamos como ir dar um mergulho ao mar, ir passear num parque, ler um livro, etc… Dá-nos uma sensação de bem-estar que é o início necessário para começar a transformar a sensação de tristeza. E não digam que não há tempo. Quanto tempo não se perde em lamentações sem mais valia nenhuma? Às vezes como um chocolate, outras choro, outras brinco com a mel (minha cadela), mas nunca me deixo ficar em tristeza profunda mais do que 24h. É corrosivo. Deixa-me doente. É preciso subir a vibe (como se diz no Brasil), trazer alegria. E não é outra pessoa que o vai fazer por nós. Nós é que temos que encontrar a nossa própria forma de nos mantermos felizes e isso só acontece quando nos forçamos (ao início) para fazermos o que amamos. Depois, com a prática, percebemos que estamos muito melhor a fazer o que amamos e nunca mais nos permitiremos a estar em tristeza profunda. (A única excepção é dar tempo a luto. Alguém que faleceu ou alguma emoção que precise de mais tempo. Mas assim que começar a ser corrosivo é pouco saudável o luto, é importante sair).

Encham o coração de gratidão: mesmo no meio da situação que nos deixa muito tristes, é sempre possível ver algo na nossa vida para o qual estamos muito gratos. Isto não é clichê. É bem técnico. Obrigar-nos a olhar para as coisas que nos correm bem e desviar a atenção do que nos faz mal, treina-nos a ser assim em tudo na vida. A sair da depressao e a focar-nós no que nos corre bem. Fazer isso vezes sem conta, transforma completamente a visão que temos do mundo e leva-nos para um lugar de calma interno que pode ser construído com a prática. 

Se alguém estiver agora num momento de tristeza profunda, pfv saia dela AGORA. É possível. 

Qualquer coisa, enviem-me mensagem. Estou aqui ❤️

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s