#day165 – quero é que todos sejam felizes

Não me importa se são “feios”, “bonitos” ou “capazes. Não me importa se postam coisas que não me interessam ou não estão em linha com o que acredito. Não me importa que tenham feito cirurgias e tenham marcas de gerra ou de estética. Não me importa se gostam de ler, escrever, ou ver televisão. Não me importa onde moram, o que fazem, e o que trazem ao mundo. Não me importam as relações que têm uns com os outros. Não me importam as raízes, os apegos e os haveres. 

Eu quero é que todos sejam felizes! 

Independentemente das suas escolhas, culturas e preferências. As escolhas dos outros não são da minha conta. Nem as minhas escolhas devem interessar seja a quem for que não me seja próximo. Viver na hipocrisia da crítica à diferença no outro é um desgaste que não interessa ter. Não leva a lado nenhum nem permite liberdade ao outro. Muito menos viver na prisão do que pensam de nós. Não conheço ninguém que seja 100% consensual. Somos mesmo diferentes. É por isso que o que quero é mesmo que sejam felizes. Que as escolhas de cada um tragam o que desejam, o que sonham e o que os faz feliz. O resto é conversa fiada sem propósito. 

Por isso, importa-me sim se procuram o sorriso constante. Se olham para a vida como uma benção. Se percebem o privilégio de estar aqui. Se respiram o ar de gratidão que nos é dado de bandeja para aproveitar. Se conseguem ver beleza em tudo, mesmo quando a vida nos dá tanta escuridão que só as silhuetas aparecem. 

Importam-me as pessoas que aproveitam a vida como se aproveita um gelado. Que fazem escorrer da boca os desejos e se lambuzam com mais sabores dos que acreditavam ser possíveis. Importam-me as pessoas que sempre conseguem dar a volta. Por mais difícil que seja. Sempre se consegue. Todos somos capazes. 

Importa-me quem ama em profundidade. Quem quer mais do melhor, quem procura a paz dentro e quem consegue ir além de si mesmo.

Importa-me quem se faz feliz a si mesmo. Com a construção da vida perfeita para si. Costumizável como merece e como quiser que seja. Porque: “com o bem dos outros posso (e quero) eu bem”. ❤️🍭

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s