#day190 – fazer… nada. 

Chego a casa. Largo os sacos. Corro para a vidraça. Abro. Tiro os sapatos. Consolo-me de pé no chão. Deixo as memórias à porta e procuro a alcalinidade. Paro tudo para ouvir o vento. Faço pouco ou quase nada. Deito-me ao sol. Derreto-me na rede. Fico a observar o mundo. Abro os olhos. Tenho sempre a sensação que nunca vi tanta beleza no mundo. Vejo sempre mais. Na mesma árvore de todos os dias. Abraco-me por dentro. Volto a abrir os olhos. Encanto-me pelo mundo mais um pouco. Adormeço certamente. Levanto-me trôpega. Deixo que a casa me alimente a alma. Deixo na verdade, que tudo me alimente. Já que dou sempre tanto de mim. Vou para o sofá para continuar a fazer nada. Lá fora vejo o vento. Tão nítido que quase sinto o seu sabor no rosto. Volto a adormecer com calma. O mundo não acaba hoje, e também é preciso descansar. Rebolo-me para o outro lado. Ouço o silêncio do meu peito. Sinto a paz que esta serra me traz. E agradeço este recanto. Por tudo, tudo, o que surpreendentemente me dá. 🌾

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s