#day197 – silêncio 

Silêncio. Chego a casa. Silêncio. 
Sinto falta deste vazio quando estou na cidade. Sinto falta da ausência de mim. Desta paz que não há no meio da agitação dos dias e das noites. Sinto falta de ver o vento passar pelas folhas e a chuva a cair devagar. Como se cada dia tivesse todo o tempo do mundo. E tem. 
Os dias têm calma. Nós é que os apressamos. Os dias têm tempo. Nós é que os limitamos. Com as nossas tarefas intermináveis auto-impostas que um-dia-levarão à “organização total”. Pois, meus caros, organização nem sempre leva à liberdade. Isto porque os planos às vezes prendem, nos seus ambientes quadrados, as ideias ao pé da cama. E as amarram em objectivos que levanta lugar nenhum. E que só trazem confusão ao coração. 

Pois que se soltem as ideias. Que as deixemos voar. Porque a vida não é só fazer acontecer. Também é ser, só por se ser. De antemão.  ❤️

Anúncios

One Comment Add yours

  1. Perfeito! Queremos tempo, porém enchemos o tempo que temos de tarefas inúteis.

    Liked by 1 person

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s