#day241 – acerca do amor

Sou tanto pelo amor. Nestes dias e nos outros. Naqueles que nos surpreendem e nos levam ao melhor de nós. É um privilégio viver com amor. E guarda-se, a fundo, o que se sente. Porque é raro saber amar com tudo. 

É curioso como se ama por vagas, de entusiasmo e de necessidade de espaço. Vagas de “quero tudo contigo agora” e “espera só para eu respirar um pouco”. E tem tanto de desafio como de intensidade. E o amor não escolhe. Nem as pessoas nem os tempos. O amor está completamente fora do nosso controle. E para os perfeccionistas (como eu), é preciso coragem para compreender o amor, e deixá-lo entrar à sua maneira. E para mim o amor nem sempre entra como eu quero. Mas sempre vem como preciso. Para crescer e me fazer Mulher. O amor é assim. Como um pai  disciplinado que sabe o que é melhor para os filhos e sempre se mostra assertivo nos “mimos” que dá e como os dá. 

Tenho uma eterna admiração pelo amor. Poderia passar uma vida a filosofar sobre ele. Essa entidade estranha que está em mim e me percorre. Constantemente. 

Ahh o amor. Que ele nos encontre a cada esquina. Nos surpreenda com todo o seu esplendor, e nos traga o que merecemos. Sempre. Até que a vida nos separe. 

Porque sem amor não há vida, e sem vida não há existência. E é o amor que nos anima. E nos eleva, ao pedestal que somos. E não sabemos. ❤

Feliz dia dos namorados. Porque mesmo que o amor não tenha dias, há dias em que se ama mais. E melhor. 

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s