#day314 – acerca do inesperado

Não costumo fazer muitos planos pessoais. Prefiro que a vida me leve. Há algo inerentemente surpreendente no facto de simplesmente se viver.

É nos acasos e nas vontades súbitas inexplicáveis que a vida me embala. E quando vem um qualquer rasgo impetuoso, raramente me prendo. Porque há caminhos que se abrem sem aviso. E pessoas que se cruzam connosco sem justificação. E aí reside a magia da vida.

Vivo como se vive no embalo do mar. Mesmo quando a ondulação está forte e dura. Sei que apenas, preciso de aprender a navegar.

E quando tenho a sorte a bater-me a porta, sorrio e deixo entrar. De forma meio tímida. Mas deixo entrar. Dizem que a sorte não bate a dobrar.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s