#day317 – não sei se consigo

Às vezes encolho-me perante as bênçãos. Acho que não sou capaz de aceitar o que o mundo me dá. Às vezes estremecem-me as pernas. De tão descrente que me encontro, perante. O amor que a vida me dá.

Quando somos para o mundo esperamos pouco em troca. Achamos que ganhamos em sorrisos e abraços emocionados. Que no fundo a troca em beijos é justa. E que há muito mais a dar que a receber.

Mas quem dá precisa de receber para não se esgotar. Acho que é por isso que a vida inventou as surpresas. Os doces e os bom-bons. Para que sempre possa haver retorno no rio. Para que este possa para sempre, desaguar.

Mas, confesso, continuo a atrapalhar-me quando recebo. Fico sem jeito no meio de alguns abraços. Parecem mais fortes que os meios trejeitos, que fingem querer fugir, só para que insistam cmg, a ficar.

Às vezes ao receber atrapalho-me, e troco as voltas dos meus anseios. Porque no fundo também sou de mimos, mas sei que nem sempre os consigo. Aceitar.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s