Inspiration

#day20 – after I saw you

A beautifull video for couples that “come” and “go” and “come back” ❤

After I Saw You

After I saw you
I went home
and meditated on magic.
I sat in the dark
and let my heart
dart back through the years,
tracing curves, and twists and swerves
that led to now,
and how we each took a different direction
That fed us right back
into connection.

After I saw you
I went home
And meditated on love.
I sat in the dark
and let my heart
expand so much
it broke apart.
Seeing you there
I was so surprised
I could have cried
and I think I did
but I hid it from you.

My body was trembling
while my heart was remembering
and my mind was assembling
the things you say
when just there’s no way
to convey
what you feel
when you get what you need
to help you heal.

After I saw you
I went home
and meditated on gratitude.
And I have to hand it to
the Powers who knew
just whose face
would help replace
struggle with grace.

After I saw you
I went home with faith restored
The past unmoored
And a sense of knowing
it’s time to move forward.
It’s time.
It’s time.

Alimentação Saudável · Daily Life

#day9 – feed body and soul

Nem sempre é fácil encontrar alternativas para uma alimentação saudável, mas eu adoro as sugestões deste blog:

http://compassionatecuisineblog.com/2015/02/11/almondegas-com-molho-de-tomate-e-cogumelos-marinados/

Deixo em concreto a receita das almôndegas pois é algo que normalmente faço em quantidade e congelo! Assim, tenho sempre uma ou outra refeição “pre-feita” disponível para os dias em que não tenho tempo ou simplesmente estou com preguiça de cozinhar 😉

Daily Life · Flow

#day7 – e se o coração escolhesse o caminho?

Estaria eu por aí no mundo, em peregrinação. Estaria eu sem posses nem responsabilidades. Estaria eu provavelmente sozinha ou acompanhada pelo mundo. Estaria eu em eterno deslumbramento pelas coisas simples. Estaria eu ouvinte é crente de novo. Estaria eu a levar a paz que carrego cá dentro e que me é tão leve que as vezes me faz levitar. Estaria eu nessa brisa que me surpreende. Estaria eu a voar. Entre os pés na terra e o coração ao alto, nem sempre sei o que me espera. Resta-me sentar e esperar, para que as coisas do mundo não me enganem os sentidos e eu possa por fim caminhar. 

Daily Life

#day 2 – Obrigada! ❤️

Ontem, no meu aniversário, tive a sensação curiosa de que apesar de poder escolher qqc especial para fazer no meu dia, escolhi, de coração, fazer o que faço todos os dias. As minhas rotinas meio desorganizadas e atípicas cheias de variáveis diárias, onde me encontro nesse caos que é o meu. Nesse caos de prazer que só descubro que o é, quando me apercebo que o quero todos os dias da minha vida. Obg Obg Obg, pela Qualidade do amor que recebo de todos vós, que me aquece quando não consigo ligar a lareira sozinha, ou me falta a luz para aquecer a borrachinha de água quente que anda sempre cmg nos dias frios. Obg por esse calor sim, essa qualidade sim de afectos, palavras e olhares. Se pudesse dizer algo ao mundo, continuaria a dizer ininterruptamente: Obg por tudo. Não tenho nenhuma reclamação! ❤️❤️☀️☀️❤️❤️🍃

Daily Life · Flow

#day1 – Quero dar de volta!

Hoje faço anos. 32! No meio de tantos mimos e qualidade de atenção, tenho a sensação de que recebo sempre mais do que dou. Que me sinto em dívida, que me sinto em falta na retribuição de tantas dádivas que recebo diárias. Observo-me e tento imaginar como posso dar mais de mim e a sugestão vem de tentar responder com dicas práticas e vividas à pergunta que mais me fazem: como é que fazes?

Como faço para quê, pergunto-me, e relembro: há 4 anos que não acordo com despertador (só quando estritamente necessário) e há quase dois que não tenho agenda. Acordo e trabalho naquilo em que acredito. Tento trazer ao mundo modelos de negócios e projectos que sejam socialmente responsáveis, ambientalmente positivos e economicamente viáveis. Tenho imenso espaço (literalmente) e tempo para criar projectos, relações e felicidade no dia-a-dia. Foco muito mais a minha noção de sucesso no quão feliz sou com o que me rodeia do que nos grandes feitos ou grandes conquistas. Mesmo assim, acho que todos somos feitos para coisas grandes. Para grandes mudanças e grandes transformações. Transformações daquelas que nos trazem magia e verdade aos nossos dias.

No meio de tantas pessoas que passam pelos meus dia, a pergunta continua a ser: como fazes?

Ao que tento responder de forma meio desorganizada o “como” me saem os dias para que os tenha fluidos e alinhados com o que quero para mim. Então, na reflexão que faço hoje, neste meu dia, descubro que quero lançar para o mundo algo que já está nos meus desejos há uns anos: compilar os caminhos que percorro e me fazem tremendamente feliz. Não porque precise ou deseje que outros o façam como eu. Nem ousaria pensar tal coisa. Apenas porque acho que enquanto seres humanos, da mesma forma que nos inspiramos em inúmeras pessoas que admiramos, temos a obrigação de passar a informação do que funcionou para nós, de forma a que outros possam (ou não) beneficiar da informação que segue assim o seu caminho.

Assim, a minha intenção é todos os dias partilhar os pequenos passos que vou dando no caminho para a minha vida de sonho que inclui muito de comunidade, produtos éticos e naturais, economias locais, abraços e afectos, yogas e corridas, amor por pessoas, abelhas e animais de todas as espécies, dança e tantas outras coisas que me fazem tão feliz no dia-a-dia.

Desejo que as linhas que aqui coloque, aqueçam corações no inverno e tragam frescura no verão pelo menos para mim.

Hoje faço anos, e não quero presentes. Quero apenas dar de volta. Aqui vos deixo o meu blog que há tantos anos está para “nascer”. Aqui vos deixo e entrego, aquilo que funciona para mim 🙂